Jogadoras de videogames além de perderem peso e enxergarem melhor, também fazem mais sexo

Parece que aos poucos os games vão deixando de serem os vilões da sociedade. Não só na política, como o site ArsTechnica anuncia hoje, que as leis anti-videogames vêm caindo feito moscas em todo território americano, mas também na área da saúde, como já mostramos aqui no Gamecultura.

Agora as pessoas perceberam que o videogame pode ajudá-las não somente a entrar em forma, mas também no início de fevereiro foi noticiado que eles ajudam a enxergar melhor. E agora o melhor de tudo, que ele pode estar ligado a um aumento da atividade sexual.

Mas vamos um pouco mais devagar com essas notícias.

 O site Get Up and Move é relativamente antigo, e deixou de ser atualizado em 2005, embora a comunidade dos que querem emagrecer pulando DDR ainda esteja ativa em seu Fórum. Como herança ele nos deixa testemunhos de pessoas como Tanya que perderam 95 libras (43 Kg) e alguns mais modestos que perderam apenas 30 libras (13,6 Kg). Com suas dicas de aonde comprar os tapetes, parceria com a Microsoft, e casos de paralisia cerebral, mais pareceria um site de auto-ajuda se não fosse o envolvimento de membros da comunidade científica e a disponibilização de suas pesquisas. 

Ainda este mês, noticiamos aqui uma publicação no journal Pediatrics (jan/2007) sobre essa "nova" arma contra a obesidade infantil. Assunto sempre em voga não?

 Mas não contente em ajudar apenas os obesos, os videogames e os pesquisadores americanos noticiam em 6 de fevereiro, no site da Universidade de Rochester, (e em 7/2 pela Reuters,) que estes podem ser benéficos também para os olhos. De acordo com os pesquisadores Daphne Bavelier e Shawn Green, pessoas que jogam algumas horas de games com altos níveis de ação por dia, como [[Unreal Tournament]], no período de um mês melhoram a sua visão em ceca de 20% !!! Sinceramente eu queria muito ter acesso aos papers dessa pesquisa para saber a metodologia utilizada, ou os parceiros envolvidos, numa época em que aparentemente as parcerias valem mais do que os resultados. Esses 20% me parecem muito. A notícia divulgada no site da Universidade é bastante vaga, mas eles avisam que o artigo científico será publicado no journal Psychological Science, disponível para os mais afortunados.

Pelo menos a hipótese divulgada parece muito boa:

"Quando as pessoas jogam games de ação, eles estão modificando seus caminhos cerebrais responsáveis pelo processamento visual," diz Bavellier "Esses games implusionam o sistema visual humano para seus limites e o cérebro se adapta a isso. Esse aprendizado é então transportado para outras atividades e possivelmente para a vida diária". 

Mas o melhor eu deixei para o final. Sim, melhor do que jogos de tiro fazerem bem para a saúde, e você poder atirar a vontade com menos peso na consciência:

As mulheres que jogam mais videogames, fazem mais sexo. 

 A Gametart, tradicional locadora de videogames inglesa, conduziu uma pesquisa com seus consumidores do sexo feminino. É uma pesquisa comercial que não requer tanta precisão científica, mas pelo menos os resultados são divertidos, ou ao menos diferentes do esperado.

Para realizar a pesquisa, a Gametart usou a sua própria plataforma de locação, o Breeze Rental Technology, que não é nenhuma empresa de pesquisa de mercado como relataram alguns blogs. Esse sistema de locação, de games e DVDs por exemplo, permite que se façam relatórios completos, e portanto podem ser usados para a pesquisa. Eu fico imaginando o tipo de questionário de satisfação praticado: nome, telefone, quantas vezes faz sexo por semana, ou ainda, o que achou do filme (ou do jogo), fez sexo depois dele. Não deixa de ser um bom exerício de constrangimento à distância. Com certeza nunca passaria em uma comissão de ética de pesquisa alguma. 

Mas, sem mais delongas, o fato é, que das inglesas jogadoras entrevistadas, as que jogam videogames praticam sexo uma média de 4,3 vezes por semana (!!!) enquanto as que não jogam praticam "apenas" 3.2 vezes por semana. Ativas essas inglesas não? Mas não para por aí. Segundo o Dark Vision, o tal Breeze diz que essas mulheres começaram a jogar apenas recentemente, o que concorda em parte com alguns fóruns que se perguntam aonde estão as mulheres jogadoras.

Então, em vez de comemorarmos antecipadamente, vamos deixar elas jogarem um pouco mais, e vermos se as jogadoras aumemtam essa média (!!!!!!!), ou se vão simplesmente trocar a antiga desculpa da "dor de cabeça" por uma nova como por exemplo, "dor nos dedos". 

Loading...
Loading...